25 de out de 2011

Comunidade Bethânia

Carisma: Segundo a tradição cristã, com base na Sagrada Escritura, em Bethânia moravam os grandes amigos de Jesus: Lázaro, Marta e Maria (cf. Lc 10,38; Jo 11,1ss). Era o Recanto de Jesus, o lugar onde encontrava descanso, repouso, carinho e amizade profunda e verdadeira. Bethânia é o lugar que sabia acolher Jesus.

A Comunidade procura ver Jesus Cristo em cada jovem e adolescente drogado, prostituído, doente e que perdeu o sentido de sua vida. Procura ser sinal da vida plena que é Jesus para todos aqueles que perderam o sentido da vida.

Quem somos

Todo nosso carisma e toda a inspiração para o nosso trabalho podem ser assim sintetizados: acolher cada um como ao próprio Cristo!

Bethânia precisa continuar sendo o Recanto de Jesus. Daí a necessidade de se optar por valores que ajudem o ser humano no seu processo de personalização e libertação. Para isso precisamos ser fiéis a Jesus Cristo. Cada dependente químico, cada menor, cada soropositivo e cada prostituído (a) que acolhemos, é o próprio Cristo que vem até nós. Enquanto não enxergarmos, no rosto machucado e ferido de cada um o rosto do próprio Cristo, então não estaremos sendo Bethânia. E este é o nosso grande desafio: além de morarmos em Bethânia e trabalharmos por Bethânia, precisamos, urgentemente, transformar-nos em Bethânia!

Cada um que vem até nós, além de encontrar um lugar em nossa casa, precisa, principalmente, encontrar um lugar em nosso coração! Isto é SER Bethânia! Isto é transformar-se em Bethânia.

Assim como em Bethânia, em nossos recantos Jesus terá sempre um lugar preparado para ser acolhido, amado e cuidado.

A exemplo de Marta, queremos servir aos irmãos como ao próprio Cristo. Com que prontidão e carinho Marta se punha ao encontro de Jesus para recebê-lo em sua casa! No entanto, o próprio Cristo nos adverte a não nos inquietarmos a não ser por aquilo que é essencial.

Como Maria, queremos estar sempre sentados aos pés do Mestre e lavar-lhe os pés com o perfume da oração e do amor. Para não corrermos o risco de cairmos no ativismo infrutífero, precisamos acolher Jesus em nosso coração. Quem quer viver o carisma do acolhimento precisa ter um tempo privilegiado, diário, de contato íntimo e pessoal com Jesus Cristo no Sacrário. Ninguém saberá acolher verdadeiramente o Cristo que vive no outro, se não aprender a acolher o silêncio profético de Cristo sacramentado na Eucaristia.

Olhando para Lázaro, queremos ajudar a tirar as pedras dos túmulos da droga, da prostituição, da marginalização e do abandono. Mas isso será sempre consequência do acolhimento. A recuperação que almejamos é fruto do acolhimento que praticamos.

Aqui está a essência de nosso Carisma. Bethânia não nasceu para ser simplesmente um centro de recuperação de dependentes químicos e soropositivos. Reconhecemos que existem muitas outras instituições, com muito mais experiência do que nós e que fazem este trabalho de forma maravilhosa. Bethânia nasceu para ser especialista em acolhimento. Portanto, a palavra forte de nosso carisma não é recuperar e sim acolher.

Acolher significa hospedar, agasalhar, abrigar, amparar, dar atenção, dar refúgio, receber bem, atender prontamente, dar créditos a alguém, admitir, tomar em consideração. Cada termo desta definição precisa ter importância fundamental para todos nós.

Acolher

Abrir espaço em nosso coração para que o outro encontre aí o seu refúgio, especialmente nos momentos mais difíceis... Mas, para chegarmos ao nível do acolhimento bíblico é preciso entrar na dinâmica do Espírito. Jesus nos apresenta o Espírito Santo como Consolador e Paráclito. Consolar significa colocar no colo! E na dinâmica do Espírito Santo Paráclito, precisamos aprender a defender cada irmão de tudo aquilo que o aprisiona e marginaliza.

Hospedar

Arrumar um lugar de aconchego para aquele que vem até nós. Quando recebemos uma visita importante, procuramos dar o melhor que temos para que a pessoa se sinta bem entre nós. Para hospedar Jesus que vem até nós é preciso oferecer-lhe o melhor espaço de nosso coração, de nosso tempo e de nossa vida.

Agasalhar

Proteger do frio e da chuva. Quantos chegam até nós, desprotegidos dos cuidados mais fundamentais que um ser humano precisa? Agasalhar é aquecer! Somente o calor do nosso abraço e do nosso carinho pode curar o coração magoado, frio e sem vida que tantas e tantas vezes chegam até nós.

Abrigar

Achar um lugar para que o outro encontre segurança. Na tempestade das drogas, do alcoolismo, da marginalização, a pessoa vai se desumanizando. Bethânia precisa ser um lugar de abrigo para cada um destes corações desprotegidos que nos chegam.

Amparar

Amparar é defender e socorrer o outro em primeiro lugar dentro de nosso coração e de nossa vida.

Dar atenção

Tornar o outro o centro de nossa vida. Também por isso, em Bethânia vivemos da providência de Deus. Nossa única preocupação precisa ser o acolhimento ao irmão. Deus cuida de nós para que aprendamos a cuidar dos outros. Deus não nos deixa faltar nada para que aprendamos a não deixar faltar nada ao irmão. Nosso voto de pobreza nos conduz ao acolhimento fraterno. No corre-corre da vida as pessoas não tem tempo para os outros. Esta também é uma das grandes causas da dependência química. Dar atenção é tender ao outro. O que significa tender? Tender é voltar-se, inclinar-se, dobrar-se na direção do outro. O outro passa a ser o grande centro de referência de nossa vida.

Dar Refúgio

Proteger nossos irmãos, nossos filhos e filhas de tudo aquilo que os afastem de Deus, de uma vida saudável e segura. Na Bíblia existiam as cidades-refúgio. Eram lugares protegidos para amparar e acolher perseguidos ou até mesmo criminosos. Ali dentro ninguém poderia atacá-los. Bethânia precisa ser um grande refúgio para os ataques contínuos e constantes sofridos por nossos irmãos menores.

Receber bem

Esta precisa ser a grande marca de nossa casa e de nosso coração. Receber bem é fazer o outro sentir-se importante. Nossa consagração, nossa casa, nossos trabalhos, nossos benfeitores e tudo o que somos e temos, existe em função do acolhimento. E isto exige de nós uma conversão constante.

Atender prontamente

Voltar-se às necessidades do outro. É cativar! Cativar é agasalhar o outro em nosso coração.

Dar créditos a alguém

A maioria dos que chegam até nós são desacreditados até mesmo pelos próprios familiares e pela sociedade. Como a mentira é parte integrante do mundo da marginalização, ninguém acredita em dependentes químicos. E isso vai fazendo com que eles acabem criando também uma auto-imagem muito negativa. Como vivem em constantes conflitos familiares e sociais, acabam acreditando que não são gente, não são pessoas. Dar créditos a alguém é fazer com que se sinta valorizado novamente. Não precisamos ter medo de sermos enganados. O bem que fazemos nunca é em vão.

Admitir

Tornar o outro participante de nossa vida. As empresas sempre demitem os funcionários que não são bons. Na pedagogia de Jesus o bom pastor é aquele que vai atrás da ovelha perdida e para isso é capaz de deixar de lado as 99 ovelhas sadias. No Evangelho não existe pessoa ruim. Existe pessoa que não foi suficientemente amada. O amor é a única força capaz de mudar as pessoas.

Tomar em consideração

É o grande resumo de todos os termos anteriores. Quem merece consideração? No Evangelho os últimos é que são os primeiros! Por isso mesmo, Jesus tem coragem de ir contra a sociedade do seu tempo. Pecadores, prostituídos, doentes, abandonados, crianças, leprosos, samaritanos e os marginalizados em geral são os prediletos de Jesus. Estes também precisam ser os prediletos em nosso coração e em nossa vida.

Acolher

Segundo o carisma Bethânia, acolher significa abrir um espaço em nosso coração para o outro. O coração é nosso, mas o nosso rosto pertence ao outro. Por isso a necessidade do abraço e do sorriso como partes integrantes de nosso carisma.

Queremos ser fiéis a Jesus Cristo, e isto pressupõe uma prática cristã nos conteúdos e nos métodos, no falar e no agir, no corrigir e no jeito de amar. Nunca podemos nos esquecer de que aqueles que nos são enviados estão com o rosto desfigurado pelas drogas e pela doença. Por isso mesmo, precisamos aprender a celebrar cada vitória, cada passo positivo, cada acerto. E, ao mesmo tempo, precisamos aprender a traduzir em gestos concretos o rosto misericordioso de Deus.

O carisma revelado a uma pessoa é sempre dado para toda a Igreja. Portanto, pode ser participado por todas as pessoas que se sentirem atraídas ou chamadas a viver o mesmo carisma. É importante que os seguidores de um carisma sejam fiéis à sua inspiração inicial. Contudo, todo o carisma é dinâmico, podendo e devendo adaptar-se às exigências de tempo, lugares e realidade do povo.

A vida e o trabalho da Comunidade Bethânia estão embasados em uma visão integral do ser humano. Olhamos para a pessoa na sua totalidade: física, psico-afetiva e espiritual. Na experiência com dependentes químicos constatamos que as drogas não afetam somente o físico, ou o psíquico. As drogas afetam o ser humano na sua totalidade. O mesmo acontece em relação ao portador do HIV. Não vemos a AIDS como uma doença que atinja somente o físico. Não se trata apenas de uma diminuição ou exclusão da capacidade de defesa do organismo, mas sim da pessoa como um todo.

Por isso vamos encontrar na espiritualidade bíblica e teológica, a partir da reflexão acerca da Bethânia de Jesus, os fundamentos para a ação concreta em nossa comunidade.

Se a dependência química e a AIDS atingem o ser humano na sua totalidade, todo trabalho nestas áreas precisa contemplar estas três dimensões. A escolha de Bethânia como nome da comunidade deve-se exatamente ao fato de encontrarmos aí a fundamentação bíblica para nossa ação nestas três dimensões.

Bethânia nos sugere cinco grandes motivos iluminadores de nossa ação e missão:

1. Bethânia: a casa que sabia acolher Jesus – Nosso carisma é acolher a cada um como ao próprio Cristo. Este é o primeiro passo para a vida na comunidade.

2. Bethânia: lugar da ressurreição de Lázaro – Queremos, como Jesus, gritar aos “lázaros” que estão presos nos sepulcros das drogas, do álcool, da prostituição, da violência e de toda espécie de contaminação: Vem para Fora! Vem para a vida!

3. Bethânia, lugar do trabalho e da restauração física - com Marta percebemos a necessidade do trabalho como modo de transformar o mundo e de se transformar.

4. Bethânia, convite para o verdadeiro encontro com Deus - Dimensão Espiritual: com Maria queremos aprender a nos sentar aos pés do Mestre. Espiritualidade é aprender a viver segundo o Espírito, é aprender a viver como Jesus viveu.

5. Bethânia, lugar de vivência e expressão da amizade verdadeira - Dimensão Afetiva e Psíquica: Jesus chora por causa de Lázaro. Ele não tem medo de demonstrar para seus discípulos e para todos os judeus que estavam presentes, que ele amava profundamente aquele amigo. Por ele é capaz de chorar. A cura interior (psíquica, afetiva, emocional...) é decorrência de relacionamentos sadios e curadores, segundo o jeito de se relacionar do próprio Jesus de Nazaré.

Fonte: www.bethania.com.br e wiki.cancaonova.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.