1 de nov de 2011

Informativo Cléofas - 01/11/2011

Informativo Cléofas, 01 de novembro de 2011 - Ano VI - Número 193

Notícias do Site Cléofas

 

+Autoridade vaticana explica as chaves da nova evangelização

+Menino com síndrome de down comove milhares no Facebook falando a favor da vida

+PRI: Bebê número 7 bilhões é uma bênção para o mundo

+Para onde rumam as crenças religiosas?

+   Grupo cristão pede que fabricante da Pepsi pare de usar células de abortos em suas pesquisas

+ Casal espanhol "surpreso e abençoado" pela vocação religiosa de suas cinco filhas

+   Na Zâmbia, presidente católico pretende basear seu governo segundo os Dez Mandamentos

+ Protesto na Polônia contra a remoção do crucifixo do parlamento

+ Horror numa rua chinesa: uma nação desperta para sua crescente desumanidade

+ Wikipedia censura informação contrária ao aborto


Conheça também o documento da Igreja:

+Exortação Apostólica pós-sinodal Verbum Domini do Papa Bento XVI (Parte 1)

+Exortação Apostólica pós-sinodal Verbum Domini do Papa Bento XVI (Parte 2)

O programa Escola da Fé, é exibido toda quinta-feira às 20h40 na TV Canção Nova (Link)


Para Meditar...


O que significa rezar pelos mortos?

 

Revista : "PERGUNTE E RESPONDEREMOS"
D. Estevão Bettencourt, osb
Nº 419 - Ano: 1997 - pág. 171


Em síntese: Rezar pelos mortos e, especialmente, celebrar a S. Missa pelos mortos não é celebrar a fé das pessoas falecidas nem é celebrar a fé dos que ficaram neste mundo.  É celebrar o mistério da fé, ou seja, o sacrifício de Cristo perpetuado sobre os nossos altares e oferecido ao Pai em favor de tal ou tal irmão ou irmã falecido(a) seja corroborado para que extinga qualquer amor desregrado ou qualquer resquício de pecado que tenha ficado na alma do defunto.  Este se encontra em estado de purificação, preparando-se para ver Deus face-a-face mediante o repúdio radical de qualquer escória de infidelidade.

Um jornal paroquial publicou em novembro pp.  um artigo intitulado "O que significa rezar pelos falecidos".  O conteúdo da explanação é ambíguo e suscitou hesitação em vários leitores.  Daí a conveniência de algumas reflexões sobre o assunto.
(...)

 

+Leia mais



Pergunte e Responderemos

A Igreja pode se negar a celebrar um matrimônio?


Há alguns anos atrás foi noticiado que um pároco de Niterói, RJ, não aceitou celebrar o matrimônio de um casal, pois julgou haver um impedimento dirimente; isto é, algo que tornaria o matrimônio nulo. Algumas pessoas até se revoltaram e julgaram que a Igreja Católica foi cruel com o casal; mas não se trata disso.

Vamos esclarecer a questão, sem entrar no mérito da questão do caso de Niterói.

Muitos casamentos são declarados nulos pelos Tribunais eclesiásticos porque pode ter havido faltas que tornam nulo o sacramento; sem valor. Essas falhas são muitas; por exemplo: falta de capacidade para consentir (cânon 1095), se um dos cônjuges não tem  juízo perfeito e não tem condições mentais de assumir as obrigações do matrimônio; Ignorância (cânon 1096) sobre a vida sexual no casamento; emprego da simulação para enganar o cônjuge  (cânon 1101); uso da violência ou medo para conseguir o consentimento do outro (cânon 1103); condição não cumprida (cânon 1102); falta de idade  mínima (cânon 1083); impotência permanente para o ato sexual (cânon 1084); o fato da pessoa já ser casada (cânon 1085); se o cônjuge é um padre ou uma irmã consagrada (cânon 1087 e 1088); rapto do cônjuge (cânon 1089); crime cometido para se casar com alguém (cânon 1090); cônjuges parentes (pai e filha; avo e neta, irmãos, etc.) (cânon 1091); parentesco legal por adoção (cânon 1094).
   
Nesses casos e em outros o casamento seria inválido; então, o pároco se souber do impedimento antes do casamento, não pode realizá-lo.
   
Um dos impedimentos que o Código de Direito Canônico coloca para a validade de um matrimônio, é a impotência para o ato sexual, permanente e irreversível, atestada por um médico.
(...)

 

+Leia mais


 

Blog do Prof. Felipe Aquino

 

O horror da corrupção no Brasil

Nunca antes neste país vimos um estado tão intenso de corrupção instalado nos governos federal, estadual e municipal. Em apenas dez meses de governo já caíram seis ministros, sendo cinco deles por corrupção ministerial: Antonio Palocci (Casa Civil), Alfredo Nascimento (Transportes), Wagner Rossi (Agricultura), Pedro Novais (Turismo) e Orlando Silva (Esporte).

A leitura dos fatos é fácil: vários ministérios estão corrompidos; é o caso de se perguntar qual será o próximo ministro a cair por corrupção; caiu um a cada dois meses na média, uma marca recorde na história do país. A causa básica é que os ministérios do governo federal estão “loteados” entre os partidos que formam a base do governo, e esses Partidos se tornaram donos dos ministérios, como se fossem feudos, onde empregam seus filiados e praticam a corrupção livremente.

O governo fala em “faxina”, mas é difícil acreditar nisso, pois sai um ministro corrompido e entra outro do mesmo Partido; então, a mudança mais parece uma “cortina de fumaça” para enganar o povo, e fazer de conta que a faxina está sendo feita. O ministro dos Esportes que ora caiu, já estava no ministério desde 2006; mas como a corrupção só apareceu 5 anos depois. Quem nomeou esses ministros não sabia dessas coisas? Não tem responsabilidade também sobre este estado endêmico de corrupção?

A corrupção só se torna pública porque uma parte da Imprensa, corajosa,  faz a denúncia; senão ela ficaria oculta. Tancredo Neves dizia que “a Imprensa é o pulmão da democracia”; e hoje a boa Imprensa  parece ser a grande defensora da Pátria contra os corruptos traidores da Nação. É preciso que a Imprensa continue livre para mostrar toda a sujeira escondida nos órgãos públicos..(...)

+Leia mais


Livro da Semana

CIÊNCIA E FÉ EM HARMONIA


Não pode haver oposição entre a Ciência e a Fé, pois ambas procedem de Deus. Ambas se completam.

Neste livro você poderá constatar essa verdade através das pesquisas mais avançadas no campo da Microbiologia e da Astronomia. Tanto o microcosmo do átomo quanto o macrocosmo das galáxias exigem a existência do Criador.
Dezenas de cientistas dão testemunho da sua fé.

Compreenda como a Ciência ajuda a entender a fé e a interpretar a bíblia; e conheça os perigos do ateísmo.


Ficha Técnica
Editora: Cléofas
ISBN: 978-85-88158-27-6
Ano: 2009
Edição: 5
Número de páginas: 304
Idioma: Português (BR)
Acabamento: Brochura
Formato: 14x21 cm

 


 


* Caso não deseje mais receber a newsletter, entre em contato e escolha o assunto "Newsletter - REMOVER".
Lançamentos



Por que confessar? Como confessar?

11x18 cm - 88 páginas

Como preparar-se bem para comungar
11x18 cm - 136 páginas



Shopping Cléofas



Escola da Fé- Vol.I- A Sagrada Tradição
14x21 cm - 176 páginas



Escola da Fé- Vol.II-A Sagrada Escritura
14x21 cm - 168 páginas


Escola da Fé- Vol.III-O Sagrado Magistério
14x21 cm - 160 páginas


_______________________________

 

 


© 2011 - Editora Cléofas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.