17 de dez de 2011

Onde está meu Anjo da Guarda?

Aqui na Terra encontramos doenças, tentações, sofrimentos da alma, pensamentos sombrios e dúvidas. Há, também, bem poucos sinais de luz e muitas pessoas sentem que não há nada além de nascimento, uma existência difícil e então a morte e o vazio eterno.
No entanto, neste reino onde Deus é soberano e a Sua vontade é verdadeiramente amada e obedecida, neste reino que foi preparado para a Igreja de Cristo, há uma outra existência bastante diferente da que vemos e sentimos, onde não há nem medo nem doença, nem tristeza nem dor, nem sofrimento, onde existe a luz do amor de Deus, paz eterna e alegria igualmente eterna. Em nossa jornada como errantes sobre a terra, foi-nos dado um amigo fiel para nos guiar. Deus o enviou para nos instruir no difícil caminho onde trevas morais e espirituais nos cercam. Se quisermos serguí-lo, então, sob a sua proteção, seremos levados a salvo para casa. Sabemos que nosso Pai quis que Seus anjos nos guiassem ao longo do caminho e nos preservassem do poder do mal (ref. Salmo90:10-11).
Embora não possamos vê-los com nossos olhos físicos, podemos vê-los claramente com os olhos da fé. Será que somos tão pobres em sensibilidade e consciência espiritual que não desejemos acreditar em nada além do mundo facilmente visível feito de matéria densa? Estarão os nossos corações tão ocupados com as glórias terrenas que não consigam amar nada que não pertença às riquezas e prazeres temporários?
Deus nos deu anjos como companheiros de viagem e guias na vida Cristã. Mas este fato, tão importante para todos, atravessa a mente de muito poucos de nós.
Um amigo fiel é para nós mais precioso do que todos os tesouros do mundo. Bem-aventurado é aquele que encontrou um amigo com quem pode se comunicar sempre, de uma alma para a outra, mutuamente apreciando-se, aquecendo-se com amor; alguém em quem se apoiar nos momentos de queda, e de quem se receberá forças para continuar o caminho. Bem-aventurado é aquele que, mesmo em seu leito de morte, vê seu amigo bem próximo. Serenamente fechará seus olhos, confortado pelas orações de seu querido amigo.
Não é bom para nós que lutemos sozinhos. Temos também necessidade de um amigo e colaborador, e este é o anjo que nos foi dado por Deus, Seu mensageiro celeste, que está sempre ao nosso lado. Em quem mais encontraremos tamanho zelo pela nossa salvação e um amor tão puro? Quem mais suportará a nossa fraqueza e insuficiência com tamanha mansidão e paciência? Quem mais estará sempre perto de nós, pronto a nos ajudar em todas as necessidades espirituais e tribulações que tivermos que experimentar? Quando em oração buscamos o seu conselho, ele nos inspira pensamentos mais doces do que o mel. Se dermos ouvido à sua voz, ele nos enriquecerá com pureza, nobreza e pensamentos celestiais que atrairão o nosso coração para a virtude. Verdadeiros amigos respiram, por assim dizer, um com o fôlego do outro.
Lutamos o quanto pudermos para conseguir a amizade do nosso anjo-da-guarda, e o nosso coração se encherá de alegres sentimentos de consolação. Se nos aproximarmos dele, sentiremos a chama do amor Divino e a nossa alma será aquecida por este amor. As amizades terrenas raramente duram muito tempo. O coração dos homens é com frequência cego e facilmente seduzido pela falsidade e pelo engano. Amigos verdadeiros são raros, bem sabemos. Nos somos fracos e pobres: encontremos um amigo diligente, forte e espiritualmente rico. Estamos sofrendo sob o jugo das nossas inclinações pecaminosas: encontremo um amigo longânime e paciente que te ajudará a aliviar o fardo e a corrigir a nossa fraqueza. A vida humana é tão breve e passa-se da infância à velhice muito rápido, então precisamos de um amigo que possa nos apoiar durante a vida inteira e consolar-nos em nosso leito de morte com a sua presença confortadora e segura assistência; um amigo que estará conosco mesmo depois da morte e que abrirá também os portões da eternidade.
Sabes quem é este amigo? Não o procures longe de nós nem pensemos conseguir sua amizade com riquezas ou atrações mundanas. Nosso amigo, o nosso anjo-da-guarda, pedimo somente que aceites a nossa amizade e confiemos o nosso coração a ele, e que lutemos com todas as forças para amar e obedecer a Deus.
Uma amizade verdadeira e firme é baseada em respeito. O nosso anjo vê as nossas boas qualidades e vê a imagem de Deus em nós. No entanto, temos que batalhar muito para reconhecermos e sentirmos as santas qualidades dele; o nosso amor por ele aumentará somente à medida em que o conheçamos melhor. Conhecendo-o e conhecendo a existência que ele vive, poderemos voltar para ele e orar de todo o coração:

“Manso e compassivo anjo-da-guarda, ora por mim.
- Tu que contemplaste a glória do Pai Celeste face à face, ora por mim.
- Tu que provaste da fonte das delícias celestes que jorram do seio da Divindade, ora por mim.
- Tu que gozas das bênçãos eternas louvando a Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo,ora por mim.
- Tu que és iluminado com a luz da glória de Cristo, ora por mim.
- Tu que louvas a grandeza do Deus Tri-Único, ora por mim.
- Tu que habitas nos ilimitados oceanos de luz e amor e glória, ora por mim.
- Tu que viste nas moradas de Deus a coroa que me foi preparada, ora por mim.
- Tu com quem cantarei um hino eterno à glória de Deus, ora por mim.
- Tu que vês os inimigos se armando contra a minha alma, ora pela minha salvação.
- Tu que conheces a cegueira da minha alma, a inconstância do meu coração e a corrupção da minha carne, ora por mim.
- Pelo amor da indivisível Trindade que me criou à Sua imagem, ora por mim.
- Pelo amor de Jesus Cristo que derramou Seu sangue para me redimir, ora pela minha salvação.
- Pelo amor da Puríssima Virgem Mãe de Deus que acompanhou seu Divino Filho à Sua Cruz e ao Seu Reino, ora pela minha salvação.
Guia-me até a casa de meu Pai. Torna-me digno da glória celeste e das bênçãos eternas.”

Fonte: http://nossasenhorademedjugorje.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.