21 de mar de 2012

Informativo Cléofas - 22/03/2011*

Informativo Cléofas, 22 de Março de 2012- Ano VII- N°211.

 

 

 

 

Notícias do Site Cléofas

 

+Bento XVI pede pela intercessão de São José a força para confirmar os cristãos na fé

+"Gigante": apresentado na Itália o primeiro filme em 3D sobre o Beato João Paulo II

+Vaticano adverte os teólogos

+ Atualizada a página web da Congregação para a Doutrina da Fé

+Tese de doutorado de Joseph Ratzinger é divulgada

+ Da Bíblia emana a verdade mais forte que as adversidades do tempo

+ Sacerdote nos EUA revela o que realmente ocorreu no caso da lésbica a quem ele negou a comunhão

+ Comissão de téologos do Vaticano publica documento com diretrizes

+ Sacerdote incentiva a prática da pureza entre os jovens

 

O programa Escola da Fé, é exibido toda quinta-feira às 20h40 na TV Canção Nova (Link)


Para Meditar...


Rezar sempre

 

Entre as práticas que somos chamados a fazer durante a Quaresma, além do jejum e da esmola existe uma terceira prática muito importante se desejamos viver plenamente este tempo e a nossa vida cristã: a oração.

A Igreja, em sua tradição milenar, possui um conjunto de orações que fazem parte da cultura e do "ser católico", como o Pai Nosso, a oração que o próprio Jesus nos ensinou, a oração do Terço, a Profissão de Fé e outras tantas devoções que cada um de nós aprendeu desde criança e sente em seu íntimo que deve praticar.

No entanto, a oração é muito mais do que a repetição de fórmulas. Se rezamos, por exemplo, um Pai Nosso sem o sentido que este exige, praticamente só repetimos a fórmula. Esta verdade se aplica a todas as orações conhecidas como vocais. "Nas vossas orações não useis vãs repetições, como os gentios, porque imaginam que é pelo palavreado excessivo que serão ouvidos. Não sejais como eles, porque vosso Pai sabe do que tendes necessidade antes de lho pedirdes." (Mt 6,  7-8).

O cristianismo é fruto de um encontro com Cristo. Pois bem, a oração é o lugar privilegiado para este encontro. Com ela temos experiência do amor e há renovação no amor. É lugar de conversão a Deus. Ela oferece a ocasião para que Cristo possa ser o único necessário. Ela nos fortalece para que toda a nossa vida tenha um toque divino
.[...]



+Leia Mais


Pergunte e Responderemos

Alucinação ?


Os demônios e espíritos desencarnados não têm corpo nem boca para falar; por conseguinte as vozes consoladoras ou aterradoras não vêm da parte deles, como julgam muitas pessoas angustia­das, e tanto mais angustiadas quanto mais procuram comunicar-se com os bons e afastar os "espíritos maus". O demônio existe, sim, mas não é o autor de todos os fenômenos extraordinários que ocorrem ao homem. As vozes atribuídas aos demônios e espíritos  desencarnados são por­tanto fenômenos meramente subjetivos ou alucinações.

Alucinação é a percepção do que não existe; é uma falsa percepção. Está associada ao estado de ânimo do indivíduo ou ao consumo de drogas. O cansaço, o tédio, a exaustão física e psíquica podem produzir alucinações visuais, auditivas, olfativas, gustativas e tácteis, de acordo com as preocupações ou aspirações do indivíduo. Há. alucinações conscientes e outras semiconscientes. A pessoa que não tem noção de estar vendo o irreal, já se acha predisposta a um estado patológico.

Há pessoas que dizem ouvir vozes do além, que as atormentam ou consolam. Julgam tratar-se de demônios ou de espíritos desencarnados que acompanham ou infestam a vida dos mortais na terra. E pedem socorro! Mandaram celebrar Missas, fizeram novenas, trezenas... para se livrar de tais agressões, mas nada conseguiram; ao contrário, quanto mais rezaram, tanto mais se sentem perseguidas. Daí a pergunta: que será? Como explicar o fato?
.
[...]


*D.Estêvão Bettencourt

+Leia Mais


Blog do Prof. Felipe Aquino

 

O Nosso Pai São José

 

Homem que agradou a Deus

Não é sem razão que a Igreja, no meio da Quaresma, tira o roxo no dia 19 de março e coloca o branco na liturgia, para celebrar a festa de São José, esposo da Virgem Maria. Entre todos os homens do seu tempo, Deus escolheu o glorioso São José para ser pai adotivo de seu Filho divino e humanado. E Jesus lhe era submisso, como mostra São Lucas.

Santo Gertrudes (1256-1302), um grande místico da Saxônia, afirmou que “viu os Anjos inclinarem a cabeça quando no céu pronunciavam o nome de São José”.

Santa Teresa de Ávila (1515-1582), a primeira doutora da Igreja, a reformadora do Carmelo, disse: “Quem não achar mestre que lhe ensine a orar, tome São José por mestre e não errará o caminho”. E declarava que em todas as suas festas lhe fazia um pedido e que nunca deixou de ser atendida. Ensinava ainda que cada santo nos socorre em uma determinada necessidade, mas que São José nos socorre em todas.

O Evangelho fala pouco de sua vida, mas o exalta por ter vivido segundo “a obediência da fé” (cf. Rm 1,5). Deus nos dá a graça para viver pela fé (cf. Rm, 5,1.2; Hb 10,38) em todas as circunstâncias. São José, um homem humilde e justo, “viveu pela fé”, sem a qual “é impossível agradar a Deus” (cf. Hab 2,3; Rm 1,17; Hb 11,6).

O grande doutor da Igreja Santo Agostinho compara os outros santos às estrelas, e São José ele o compara ao Sol. A esse grande santo Deus confiou Suas riquezas: Jesus e a Virgem Maria. Por isso, o Papa Pio IX, em 1870,  declarou São José Padroeiro da Igreja Universal com o decreto “Quemadmodum Deus”. Leão XIII, na Encíclica “Quanquam Pluries”, propôs que ele fosse tido como “advogado dos lares cristãos”. Pio XII o declarou como “exemplo para todos os trabalhadores” e fixou o dia 1º de maio como festa ao José Trabalhador.

Assista: “A história de São José”, com padre Fernando Santamaria

São José foi pai verdadeiro de Jesus, não pela carne, mas pelo coração; protegeu o Menino das mãos assassinas de Herodes o Grande, e ensinou-lhe o caminho do trabalho. O Senhor não se envergonhou de ser chamado “filho do carpinteiro”. Naquela rude carpintaria de Nazaré Ele trabalhou até iniciar Sua vida pública, mostrando-nos que o trabalho é redentor.

Na história da salvação coube a São José dar a Jesus um nome, fazendo-O descendente da linhagem de Davi, como era necessário para cumprir as promessas divinas. A José coube a honra e a glória de dar o nome a Jesus na Sua circuncisão. O Anjo disse-lhe: “Ela dará à luz um filho e tu o chamarás com o nome de Jesus, pois ele salvará o seu povo dos seus pecados” (Mt 1,21).[...]


+Leia Mais


Livro da Semana

FALSAS DOUTRINAS


Não é verdade que todas as religiões são boas e que todas nos levam à Salvação. Se isto fosse verdade Jesus Cristo não precisaria ter vindo a este mundo, pregar o Evangelho, morrer na cruz e ressuscitar.

Nunca se viu, como em nossos dias, tantas falsas doutrinas e tantos falsos profetas, fazendo-nos lembrar o que Jesus disse no Sermão da Montanha: “Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós com vestes de ovelhas, mas por dentro são lobos ferozes” (Mt 7,15).

Neste livro você poderá conhecer as seitas e religiões que mais têm penetrado no Brasil, e os pontos de doutrina que contradizem a fé católica, onde Jesus colocou “a plenitude dos meios da salvação” (UR, 3).


Ficha Técnica
Editora: Cléofas
ISBN: 978-85-88158-36-8
Ano: 2010
Edição: 14
Número de páginas: 216
Idioma: Português (BR)
Acabamento: Brochura
Formato: 14x21 cm

 

+Comprar

Assista ao novo Programa do Prof.Felipe Aquino:

PERGUNTE E RESPONDEREMOS

Toda sexta-feira às 15h30 na TV Canção Nova

Participe! Envie sua pergunta!


Você já conhece os podcasts do Prof. Felipe Aquino?

Acesse o link e ouça o PODCAST da semana:

Mandamentos, parte 10: Não cobiçar as coisas alheias

 

 

LANÇAMENTOS

Palestra- Cura e Libertação pela Eucaristia

Palestra- A Fé e a Razão em harmonia

Palestra- A Igreja Mãe e Mestra

Palestra- Como vencer a Depressão?

Coleção Família- Com 9 palestras abordando diversos temas sobre família
2 Cd's-Mp3

Coleção Curso Bíblico- Do Gênesis ao Apocalipse
11 Cd's-Mp3

 

Coleção Catecismo da Igreja Católica
11 Cd´s-Mp3

 


SHOPPING CLÉOFAS

 

A Moral Católica
14x21-200 páginas

Por que sou Católico?
14x21-192 páginas

Teologia da Libertação
14x21-136 páginas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook
Twitter
Shopping virtual

* Caso não deseje mais receber a newsletter, entre em contato e escolha o assunto "Newsletter - REMOVER".

Editora Cléofas - 2012

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.