1 de mai de 2013

O PASTOR FELICIANO E OS PENTECOSTAIS



“Essa rejeição ao pastor Marcos Feliciano deveria ser encarada por todos como juízo divino sobre uma igreja [evangélica] que tem brincado de religião”, afirma o pastor presbiteriano Antônio Carlos Costa, coordenador do movimento Rio de Paz (1).
Conversando com meu amigo pastor Marx Valadão sobre Marcos Feliciano, ele me disse que muitos pentecostais estão envergonhados e aborrecidos por descobrirem agora as pregações escandalosas do pastor Marcos Feliciano. Suas pregações no calor das emoções, sem reflexões sociológicas e sem conteúdo teológico caíram no campo das heresias e do vexame público. Realmente, falo com humildade, como estudioso de Bibliologia, Heresiologia, Sociologia, Teologia e Historia da Igreja, faço uma pergunta: como esse pastor-pregador de tantas boçalidades chegou a onde chegou? E quantos pastores pentecostais e neopentecostais estão pregando coisas piores do que Marcos Feliciano?
Vejamos com muita atenção as pregações heréticas dos pastores neopentecostais na “Televisão Brasileira”:
1. Quem não vive na prosperidade não é filho de Deus. Sacrifique tudo para igreja (seita) e fique um rico abençoado. Fogueira de Israel, Sessão do Descarrego e Correntes dos Pastores para fazer do desesperado e do encostado (com encosto) um milionário. Toda pregação é em cima dos bens matérias e do dinheiro.
2. Quem determina toma posse da bênção. Patrocinar o programa de TV, dizimar, ofertar e doar muito, mais vai receber todos os bens matérias, físicos e espirituais se determinar e amarrar o demônio.
3. O pregador vaqueiro zangado, com seus coices; com seu festival e espetacularização de curas, milagres, exorcismos, esbraveja dizendo que as outras igrejas são frias, fracas, mundanas e mortas, só a dele é a verdadeira porque é a igreja (seita) do apóstolo. Sua toalha com o seu suor vale mais do que a unção dos outros pastores.
4. O pregador carioca da BMW, a prova de fuzil. Diz que ninguém vende mais CDs e DVDs do que ele. Sou é milionário e daí? Pode me criticar babaca, mané, otário... Mesmo assim ele pede dinheiro pra caramba aos seus parceiros. Ele atira para todos os lados. Provoca brigas e processos. Sua soberba triunfalista é evidente em suas palavras como: “vitória, conquista, colheita e prosperidade”. Ele se acha o “CARA” E “VICE-DEUS”. Só não diz que sofre de depressão aguda, que é autoritário e hipócrita. É bom ressaltar que esses “caras”, são ditadores e donos das suas igrejas (empresas).
4. Existe uma rede de TV de uma seita que prega muito sobre o sábado e a lei pra tudo. Quem não guarda o sábado não é cristão, dizem seus pregadores. Tais pregadores-pastores são críticos e debocham de outras igrejas e religiões por não guardarem a lei do Antigo Testamento!
Sincretismo
Notemos as superstições, crendices, misticismo. É uma mistura de conceitos mágicos religiosos, estelionato e esoterismo com autoajuda. Psicologia do condicionamento e da sugestão. Do sofrimento e da dor do fiel, da esperança de tudo pela pregação da fé mágica, materialista e impulsão. Aplica a todo problema o demônio e encostos. E, por tudo responde a herética teologia da prosperidade. Subir o monte, sacrificar, jejuar, sal grosso, galho de arruda, espada de Davi, sabonete, óleo ungido, toalha suada, lenço, roupa e tijolo ungido, fogueira de Israel, arca da libertação, corredor dos milagres, sessão do descarrego, tira encosto, vigílias, campanhas, correntes... Tudo isso faz parte do sincretismo pós-moderno com a pseudociência na arte do engano.
Diz a doutora em Ciências Sociais pela Universidade do Rio de Janeiro e mestre em Sociologia, a professora e pesquisadora Christina Vital: “Atualmente, com a antipatia acentuada em torno dos neopentecostais mesmo fora do Brasil, os riscos podem ser de desgastes políticos e emocionais dos que empreendem estas missões até riscos jurídicos e físicos” (2).
Fraudulentos
O brasileiro com facilidade aceita e se envolve com religião, seitas e heresias devido à mistura infeliz do catolicismo vindo de Portugal e da Espanha, com a matriz da religião africana e indígena. No decorrer da nossa história foi pregado demais o medo do inferno, da morte, do demônio, de “almas penadas”, de feitiço, da inveja, e do “olho-grande”. O povo recebeu uma catequese infantil, medíocre e com uma fé irracional em que tudo pode acontecer a um passe de mágica. Passou para o sincretismo a responsabilidade de solucionar todos os problemas: familiar, de doenças, prosperidade, casamento, social e político. A cultura do povo brasileiro é o imaginário radical de duas coisas sem trabalhar: “Ser feliz no amor e ser rico”. Aqui entram de cheio para enganar esses alienados os falsos pregadores, pais-de-santo, videntes, cartomantes, curandeiros, vigários e vigaristas, profetas malucos. Hoje, para certos líderes fraudulentos e mafiosos os títulos são pomposos: “bispos, apóstolos, patriarcas, apóstolos dos apóstolos e vice Deus”. Todos manipulam os sofredores com promessas de resolver suas dificuldades.
Em certas cidades fincam uma estaca ungida, urina para marcar território e colocam uma placa com os dizeres: “Esta cidade pertence ao Senhor Jesus”. Seu grito de guerra: “Declaramos”...
Vamos meditar nas palavras do renomado Senador Dr. Cristovam Buarque (PDT-DF): “Temos uma sociedade violenta, ineficiente e dependente como nunca do “CAPITAL CONHECIMENTO”. Exige iniciar desde já, uma revolução educacional de que o país precisa” (O Globo, 20/04/2013, p.21).
Contra os falsos mestres e suas heresias, resta tão somente estudar a Sagrada Escritura, Teologia, História da Igreja e Sociologia com profundidade e constante atualização. Quem tem o verdadeiro conhecimento da fé e da espiritualidade jamais será enganado por qualquer forma de falso ensino religioso e de líderes capitalistas das camorras.
Pe. Inácio José do vale
Pesquisador de Seitas
Professor de História da Igreja
Instituto de Teologia Bento XVI
Sociólogo em Ciência da Religião
___________
(1) Cristianismo Hoje, abril-maio de 2013, p. 17.
(2) Idem, p. 46.


Fonte:
http://www.pr.gonet.biz/index-read.php?num=2694

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12