12 de set de 2015

O cisma do oriente!

Na metade do século X, quando houve o concilio de Alenxandria a igreja antes apenas denominada católica apostólica,  se dividiu em dois braços, a igreja Católica apostolica Romana e as autocefalas, igrejas católicas apostólicas Ortodoxas, Desde o Império Romano e durante a Idade Média a Igreja Católica possuía duas sedes principais, uma localizada em Roma, no Ocidente, e outra na cidade de Constantinopla, no Oriente. Ainda durante o poderio do Império Romano ficou estabelecido e acordado entre as duas partes da Igreja que a capital do Império seria Roma. Mesmo a Igreja do Oriente concordando com a decisão, havia certo ressentimento por conta de algumas exigências jurídicas que os papas insistiam em fazer. Tais exigências foram mais marcantes durante o papado de Leão IX que durou de 1048 até 1054, sendo que seus seguidores preferiram por continuar com suas determinações. A Igreja do Ocidente se opunha também ao sistema adotado no Oriente de cesaropapismo bizantino, que consistia na subordinação da Igreja Oriental a um chefe secular. as igrejas com sucessão apostólica vinda do tempos dos apostólos, antes não tinhamos o terno PAPA, pois o poder entre os patriarcas eram iguais, porem sempre foi de conhecimento de todos que o patriarca de Roma seria o cabeça afinal ele derivaria-se da sucessão vindo de Pedro e os demais seriam:
Patriarca de Jerusalem - são Tiago
patriarca deConstantinopla - Santo andre.
patriarca de Antioquia - são Paulo
patriarca de Alexandria - são Marcos.
  As desavenças existentes entre as Igrejas de Roma e de Constantinopla geraram vários conflitos ideológicos. Ainda durante o Império Romano, o patriarca Fócio condenou a inclusão do filioque no Credo da Cristandade Ocidental sob a acusação de heresia. A atitude que envolvia as questões disciplinares e litúrgicas da Igreja foi responsável por uma grave e primeira ruptura que ocorreu entre Ocidente e Oriente Católicos entre os anos de 456 e 867.  e dentro dessas passagens  se encontrou a santissima trindade, e alguns dos demais patriarcas não aceitaram a divindade do espirito sendo uno com o pai e com o filho, e nem em alguns sendo o dogma da imaculada conceição também negado por alguns patriarcas, e, se a comunhão deveria ser dada com pão fermentado ou não; o que nos leva a divisão dos ritos, então o rito melquita, Bizantino, Maronita, Anbrosiano, acabaram sendo limitado apenas a igrejas do oriente, não sendo abraçada nas seguintes reformas da igreja de Roma, por isso a igreja se chama romana, não apenas pelo fato de Pedro ter sido martirizado lá mas também pela divisão da igreja ficando assim o patriarca de Roma sozinho, separado dos demais patriarcas, em grande parte ouve divergencias entre os patriarcas separados e cada qual assumiu assim o poder particular de sua eparquia o nosso equivalente a diocese, quando pensamos assim os patriarcas podem usar o termo papa, no sentido de pai, sem ser referente ao PAPA patriarca, bispo de Roma, em 1968 começou as conversas com o patriarca de Jerusalem e ele assentiu o que aconteceu e aceitou o Papa como Patriarca Primaz, e se tornou assim o patriarca da igreja católica ecumenica ortodoxa de Jerusalem na prática os ortodoxos seguem sacramentos típicos da Igreja Ocidental, mas não acreditam na existência do purgatório ou na infalibilidade do papa. Trata-se de uma outra corrente religiosa dentro do cristianismo e dentro do próprio catolicismo, só recentemente as duas partes retomaram os diálogos tentando de alguma forma sanar o Cisma. assim retirou-se o cisma ocidental das igrejas e sim, são aceitas todos os seus sacramentos desde a ordem, sabendo que para os ortodoxos, assim como os padres de rito oriental o celibato para sacerdotes ê optativo, porem para o episcopado é obrigatório  o Celibato, não muito distante da comunhão anglicana, aprendemos assim de modo resumido o que é o grande cisma do oriente e porque aconteceu, e como eles se separam de nós e não podemos negar a religião deles afinal, partilhamos de tudo em nossa fé, eis o cisma do oriente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12
CEFAS, oriundo do nome de São Pedro apóstolo, significa também um Acróstico: Comunhão para Evangelização, Formação e Anúncio do Senhor. É um humilde projeto de evangelização através da internet, buscando levar formação católica doutrinal e espiritual.