23 de ago de 2016

Hierarquia dos anjos II

Na postagem anterior, vimos a primeira hierarquia. Aquela que, segundo Pseudo Dionísio, é "a ordem superior (Tronos, Querubins e Serafins) mais próxima — pela sua dignidade — do Santuário Secreto"1, e que "inicia misteriosamente a segunda ordem, aquela que se compõe das Dominações, Potestades e Virtudes, que por outro lado comanda os Principados, Arcanjos e Anjos."(Cap IX)1

Repare que a segunda ordem ou hierarquia, formada por Do­minações, Potestades e Virtudes, diz respeito "ao governo"2Ela "comanda os Principados, Arcanjos e Anjos."1. Entretanto, o papel dela é o de representar Deus na sua Soberania pois só a Deus pertence "preceituar sobre o que se deve fazer"2.

Essa segunda hierarquia "se purifica, se ilumina e se aperfeiçoa graças às iluminações divinas que lhe são transmitidas pelos membros da primeira ordem hierárquica."(Cap VIII)1


Vejamos cada uma dessas ordens separadamente:


1ª Ordem: Dominações


Dominações estão citados na Bíblia em:
  • Efésios 1,20-21:"ele manifestou na pessoa de Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o sentar à sua direita no céu, acima de todo principado, potestade, virtude, dominação e de todo nome que possa haver neste mundo como no futuro."; 
  • Colossenses 1,16: "Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele."
São Tomás de Aquino 2 apresenta três significados do nome Dominações, dados por Dionísio: 


  1. "a liberdade, que isenta da condição servil e da sujeição ple­béia, a que a plebe está submetida; e da opressão tirânica a que, às vezes, até mesmo os maiores estão sujeitos." 
  2. "governo rígido e inflexível, que não se inclina a nenhum ato servil, nem a nenhum ato próprio aos que são sujeitos e oprimidos pelos tiranos." 
  3. "desejo e a partici­pação do verdadeiro domínio, que está em Deus".

Assim, "O nome das santas Dominações significa a elevação espiritual livre de qualquer compromisso terreno, tal como convém a uma entidade incorruptível e verdadeiramente livre, tendendo com um firme vigor para o verdadeiro princípio"(Cap VIII)1.

"Pertence ao senhor(Dominus) mandar e pré-ordenar."4 É ela quem dirige os planos de Deus, isto é, quem dispõe "o que se deve fazer"3 "às ordens que lhe estão sujeitas"2.

2ª Ordem: Virtudes




Esta ordem é citada na Bíblia em:


  • Efésios 1,20-21:"ele manifestou na pessoa de Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o sentar à sua direita no céu, acima de todo principado, potestade, virtude, dominação e de todo nome que possa haver neste mundo como no futuro."
  • Efésios 3, 10: "Assim, de ora em diante, as dominações e as potestades celestes podem conhecer, pela Igreja, a infinita diversidade da sabedoria divina."
Segundo Dionisio (apud2), "o nome de Virtudes significa uma força viril e incon­cussa"[=firme, sólida, incorruptível, imaculada]; "primeiro, em relação a todas as operações divinas que lhes são convenientes; e segundo, para receber os dons divinos. E assim, significa que, sem nenhum temor, acercam-se das coisas divinas que lhes dizem respeito."

Em relação aos anjos, a ordem das Virtudes dá capacidade "aos espíritos inferiores para executarem os divinos ministérios". 

Em relação às naturezas corpóreas, essa ordem exerce, juntamente com outras ordens, a "guarda universal"5,  isto é, a guarda "sobre todas as naturezas corpóreas"5, diferentemente da ordem dos anjos, na qual "a cada homem é delegado um anjo da guarda"5.

Virtudes tem também o poder de operar "mila­gres"3 sobre as naturezas corpóreas. Esses milagres preparam o caminho "para a anunciação dos Arcanjos e dos Anjos"3.


3ª Ordem: Potestades


Potestades estão citados na Bíblia em:
  • Efésios 1,20-21:"ele manifestou na pessoa de Cristo, ressuscitando-o dos mortos e fazendo-o sentar à sua direita no céu, acima de todo principado, potestade, virtude, dominação e de todo nome que possa haver neste mundo como no futuro."; 
  • Efésios 3,10: "Assim, de ora em diante, as dominações e as potestades celestes podem conhecer, pela Igreja, a infinita diversidade da sabedoria divina".
  • Colossenses 1,16: "Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele."
  • 1 Pedro 3, 22: 'Esse Jesus Cristo, tendo subido ao céu, está assentado à direita de Deus, depois de ter recebido a submissão dos anjos, dos principados e das potestades."
"À ordem das Potestades pertence ordenar o que deve ser feito pelos súditos"2, determinando de que modo o que foi definido deve ser cumprido.
Também pelas Potestades "são debeladas as potestades adversas"5. Esta ordem tem a função de "afastar tudo o que possa impedir a execução do império divino. Diz-se, pois, que as Potestades afastam os demônios."4. Por ela "são afastados os maus espíritos assim como pelas potestades terrenas são afastados os malfeitores, segundo a Escri­tura."3 


Vemos, assim, que existe a ordem das "potestades adversas". Da mesma forma que existe Potestades a serviço do Bem, existe ordem de potestades a serviço do mal. Essa última faz parte dos anjos que pecaram. E não faz parte da hierarquia dos anjos bem-aventurados que estamos vendo. É como diz Santo Agostinho: "há duas cidades, isto é, duas sociedades; uma a dos anjos bons e dos homens; outra, a dos maus."6 A sociedade do maligno tem também sua hierarquia, a qual é citada por São Paulo em Efésios 6,12:“Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade”. E sobre estas ordens a serviço do mal, Cristo tem poder, como diz São Paulo: "Espoliou os principados e potestades, e os expôs ao ridículo, triunfando deles pela cruz. (Colossenses 2, 15)"

Finalizando esta segunda hierarquia, é importante realçar que Dominações Virtudes e Potestades, iluminam, purificam e aperfeiçoam os espíritos inferiores a ela, da terceira hierarquia (Principados, Arcanjos e Anjos), para remover-lhes a ignorância, para que atinjam conhecimentos mais altos, para os levarem à perfeição da ciência superior; como é próprio dos anjos superiores atuarem sobre os inferiores.4

Na próxima postagem, veremos a terceira hierarquia. Até lá!

Notas
1 Pseudo Dionísio, Da Hierarquia Celeste, Disponível em:http://www.fatheralexander.org/booklets/portuguese/hier_celeste_s_dinis.htm
2. São Tomás de Aquino, Suma Teológica, Primeira Parte, Tratado sobre a conservação e o governo das coisas, questão 108, artigo 5. Disponível em: http://permanencia.org.br/drupal/node/2048
3.  São Tomás de Aquino, Suma Teológica, Primeira Parte, Tratado sobre a conservação e o governo das coisas, questão 108, artigo 6. Disponível em: http://permanencia.org.br/drupal/node/2049
4. São Tomás e Aquino, Compêndio de Teologia. RJ, Presença, 1977. Capítulo CXXVI, página 140,141.
5. São Tomás de Aquino, Suma Teológica, Primeira Parte, Tratado sobre a conservação e o governo das coisas, questão 113, artigo 3. disponível em: http://permanencia.org.br/drupal/node/2166

Autoria: Betania Tavares
Desconheço o autor das imagens.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão, deixe uma mensagem!!!


"Despojemo-nos das ações das trevas e vistamos as armas da Luz" Rm 13,12